Ponto – Marinheiros


Chamada

"Nagô"
Mareá Marinheiro

Um barco no mar navega
Em noite de lua cheia
Desliza nas águas fundas
Vai de encontro à mamãe sereia

Não há como se perder
Se você seguir as estrelas
Mas se o céu escurecer
Cante bem alto para vê-la

Refrão:
Mareá, Mareá
Mareá Mamãe Sereia
Mareei, mareei
Senhora das Candeias

Fui marinheiro, fui capitão
Da esquadra de Oxalá
Hoje sou um simples pescador
E sou filho de Yemanjá

Tenho seu semblante no braço
E seu carinho no coração
Venho de branco lhe saldar
E lhe dar minha devoção

Refrão:

Trago flores para Iara
Perfumes a Macunã
Janaina e Inaê
São as estrelas da manhã