Ponto – Iemanjá


Iemanjá
No fundo mar a sereia cantou,
Sou eu Iemanjá que no meu Ilê estou
Eu venho para saudar o povo de Nagô
O povo da Umbanda sereia do mar eu sou
Salubê salubá

A maré está enchendo está trazendo Iemanjá
Iemanjá Iemanjá Erõia eroiá

Um clarão apareceu, uma estrela no mar brilhou
A sereia está em terra a Deusa do mar chegou
Chegou a Deusa do mar, chegou a Deusa do mar
Odoya odoyá

Já cruzou a sete linhas, a todos abeçoou
A sereia mergulho e pro fundo do mar voltou
Voltou pro fundo mar, voltou pro fundo do mar
Odoyá odoyá


Ê Iemanjá
Olhando pra suas ondas pra sempre vou confiar
Mãe d´água, Rainha do mar
Ó linda sereia venha me ajudar (2X)

Eu escrevi um pedido na areia, pedindo a Zambi pra me socorrer
Eu escrevi um pedido na areia, mas foi Mãe d´água quem veio me valer
E foi nas ondas do mar, que entreguei os meus problemas e aprendi a confiar
Que todo mal, não dura para sempre e a paz é uma semente que precisa semear
E no horizonte no mar tão infinito, Iemanjá me acolheu e me deu um mundo tão mais bonito
Eu abri meu coração, ela me estendeu a mão e entreguei meu caminhar
Á Iemanjá…..


Saia do mar linda sereia,
Saia do mar,
Venha brincar na areia.
Saia do mar sereia bela,
Saia do mar,
Venha brincar com ela.


Ô, Iemanjá, ô, Iemanjá,
Rainha das ondas, sereia do mar.
Como é lindo o canto de Iemanjá,
Faz o pescador chorar.
Quem escuta mãe d’água cantar,
Vai com ela pro fundo do mar.