Ponto – Omolú


Sambuê ere samba é popo de monâ ã
Sambuê ere samba é popo de monâ ã (bis)

Sambuê, velho Omolú e samba é popo de monâ ã
Sambuê Obaluaê samba é popo de monâ ã

Sambuê ere samba é popo de monâ ã
Sambuê ere samba é popo de monâ ã (bis)

Sambuê, seu bexiguento samba é popo de monâ ã

Sambuê seu coceirento samba é popo de monâ ã (bis)


Quem é o dono do baú é o velho Omulú
Quem é o dono do baú é o velho Omolú

Ele é pintassilgo mora na pedra furada
Ele é pintassilgo mora na pedra furada

Seu Omolú ê, seu Omolú ê, seu Omolú ê, Omolú é Orixá
Seu Omolú ê, seu Omolú ê, seu Omolú ê, Omolú é Orixá
Saravá seu Omolú ê, seu Omolú ê, seu Omolú ê, Omolú é Orixá
Saravá seu Omolú ê, seu Omolú ê, seu Omolú ê, Omolú é Orixá (bis)


Auê auê Seu Cafunã
Auê auê Seu Cafunã

Seu Omolú é quem comanda a gira
Auê auê Seu Cafunã

Seu Omolú é quem comanda a gira
Auê auê Seu Cafunã


Obaluaê, Obaluaê

Olha a barca Omolú
Olha a barca Lodeô

Obaluaê, Obaluaê

Olha a barca Omolú
Olha a barca Lodeô


Oh, laranjeira que brota flor
Oh, laranjeira que seca e cai

Oh, laranjeira que brota flor
Oh, laranjeira que seca e cai

Os olhos que tiver hoje
Amanhã não tiver mais

Os olhos que tiver hoje
Amanhã não tiver mais