Oração a Divina Orixá Iansã

” E naquela manhã sentada no chão de terra batida sentia o vento tocar sua face, para ela uma brisa, para outros tempestade…

A poeira levantou e de longe avistou sua caminhada como que preparada por aquele ventinho suave que a abraçava.
Enquanto caminhava sentia seus pés tocarem o solo de forma intensa e então era como se nada mais pudesse lhe impedir.

Andar já não era mais suficiente, seus pés queriam correr e pisar fortemente mostrando a ela sua força e assim foi por um período de tempo. Quanto tempo? Para uns a fração de segundo, para outros uma eternidade, para ela… Ah menina dos raios, para ela foi tempo suficiente para se preencher da essência que a move.
Aquele ventinho era doce, a tempestade para ela nada mais é do que o abraço e afago de sua mãe a lhe dizer: “Filha eu estou aqui!”

Tomou a lança em sua mão e ao despertar pode sentir seu real tamanho interior, mas o que seria na verdade seu tamanho interior?
Ela acreditou que seria a medida da intensidade em que pulsa seu coração…

Eparrei Iansã! Eparrei Bela Oyá! Eparrei minha divina mãe, mãezinha da tempestade e dos raios!

Que seus doces ventos nos movam sempre pelo curso bom da vida!”

L. A. Balek
Terapeuta Holística
@odaraomterapiaholistica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.